quinta-feira, 13 de agosto de 2009

O velho, a televisão e a comida

Melhor não ter TV do que depender da programação pública que ela oferece. Como um velho rabugento, estou afundado no sofá apertando o next do controle e reclamando sem parar.

[pausa para o colírio]

Liguei no canal da Band pra ver um ex-jogador analfabeto e (pior ainda) corinthiano debochando de um convidado com intelecto nitidamente mais exercitado. Como a apresentadora burra e (pior ainda) loira não soube como apaziguar a discussão, a emissora, de súbito, interrompeu o programa para apresentar os produtos do polishop. Fiquei esperando pra ver como tinha ficado a situação pós-barraco, mas não resisti à nona propaganda da super-mangueira-com-oito-funções.

[pausa para reclamar do barulho da obra ao lado]

Mudei para o canal do bispo Macedo. A apresentadora do jornal, tele-barraco (o diabo que seja), noticiava como furo de reportagem uma bicha afetada dando um sarrafo numa periguete gorda e tatuada suburbana que almoçava com seu pai. A bocó da apresentadora arreganhava a boca pra mostrar sua indignação diante do fato.

[pausa pra gritar com o vizinho de cima que pisa forte demais]

Não suportando mais o escândalo por porra nenhuma, mudei pra TV Globo. Na emissora da família brasileira encontrei mais uma reportagem da série Gripe Suína: o que é e como se prevenir. Nela, uma mulher hipocondríaca e (pior ainda) paulista explicava metodicamente como não pegar a influenza quando se pisa na calçada, pega um ônibus, chega no trabalho, sai pro almoço, volta pro trabalho, sai pra calçada, pega o ônibus e entra em casa. Quando eu, com forte tendência psicótica, começo a sentir dor de cabeça e mudo de canal.

[pausa pra ligar pro restaurante reclamando da demora]

TV Brasil seria uma alternativa muito boa, se não estivesse passando Menino Maluquinho. Nada contra o Ziraldo, mas é melhor gastar eletricidade assistindo a Furacão 2000 do que ver um pentelho usando uma panela na cabeça.

-------

A campainha toca. "Já era hora!", berrei. Como um velho amargurado e reumático, me levanto sobre as muletas pra atender o entregador com cara de bunda segurando minha comida fria. O almoço tem gosto de reprise de Chaves no SBT.

8 comentários:

  1. tô com esse problema tbm...não tenho nd pra fazer em casa então tratei de comprar um hipoglos antes que meu saco fique assado de tanto coçar...hauahua

    ResponderExcluir
  2. Deixa de ser rabugento!!!
    Seu velho enjoado!!!
    Sorte da TV que não tem ouvidos,
    pra aturar sua chatice.
    O pior é te aguentar pessoalmente.
    Ah! O texto é muito bom... hehehehehe

    ResponderExcluir
  3. Prazer, o entregador!

    ResponderExcluir
  4. Desiste da TV! Vai ver um filme do Godard!

    ResponderExcluir
  5. pra melhorar o dvd não funciona!!!

    ResponderExcluir
  6. fala tuuu... vc escreve mto bem, Alan...

    Qto à sua rabugice, se não fosse assim não seria vc. Perderia sua identidade.

    Acho q acostumei já. Mas ainda bem q não tenho q ouvir 24h por dia.. hehehe

    Bjãoo!! Melhora logo! Vc faz falta lá na fgv!

    ResponderExcluir